Política Política

Wanderley Barbosa assume interinamente o comando do Tocantins; conheça o novo governador

Com o afastamento do governador Mauro Carlesse (PSL) quem assumiu interinamente o comando do estado foi o vice governador Wanderley Barbosa, (sem partido).

20/10/2021 20h16 Atualizada há 1 mês
251
Por: Redação
Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

A posse do governador interino aconteceu na manhã desta quarta-feira, 20.

Wanderlei Barbosa Castro tem 57 anos e nasceu em 12 de março de 1964, em Porto Nacional, filho de Fenelon Barbosa Sales  (primeiro Prefeito da capital) e Maria Rosa de Castro (in memoriam).

Atuou ao lado de seu pai e do governador Siqueira Campos, entre outros líderes, para tornar o sonho de emancipação e progresso do norte goiano em realidade. Presidiu a Câmara de Vereadores de Taquaruçu, em 1989, quando o município passou a fazer parte da mais nova capital – Palmas!

Em 1966, quando ele tinha menos de dois anos, sua família se mudou para o distrito de Taquaruçu, que pertencia ao município de Porto Nacional. Lá, ele teve uma infância simples, como a de qualquer criança do interior do Brasil. Com seus irmãos e vários amigos jogava bola, nadava nas cachoeiras, pescava nos riachos e colhia frutos nativos nas matas da Serra do Lajeado. Dividia o seu tempo entre as brincadeiras, estudos e ajudando nos trabalhos domésticos e na obtenção de renda para a família.

Na adolescência mudou-se para Brasília-DF. Em 1983, ingressou nas forças armadas. Na capital federal ele fez amizades, adquiriu muitos conhecimentos e experiências. À essa altura, Brasília já era uma das maiores metrópoles do Brasil, com muitas oportunidades de emprego, estudos e lazer, mas seu coração não conseguia esquecer de sua terra natal. Assim, no final de 1986, retornou para Taquaruçu, onde passou a usar seus conhecimentos para ajudar a melhorar a realidade local. Tornou-se professor no Colégio Estadual Duque de Caxias – uma das escolas mais antigas do estado, fundada em 1947.

Wanderlei e seus irmãos acompanharam desde cedo a luta de seu pai, Sr. Fenelon Barbosa, que reunia lideranças locais pela luta em prol da emancipação do distrito de Taquaruçu. Eles defendiam que os moradores do povoado deveriam fazer a gestão local, pois sentiam-se, muitas vezes, desassistidos pelo poder público. Passaram a cobrar providências do Prefeito de Porto Nacional, Vicente Alves de Oliveira, e do Governador de Goiás, Henrique Santillo.

O final da década de 1980, foi recheada de bons acontecimentos para os moradores do antigo Norte Goiano, em geral, e para os taquaruçusenses, em especial. Sob a liderança da família Barbosa a comunidade de Taquaruçu viveu momentos de grandes conquistas.

Após alguns anos de lutas e reivindicações eles conseguiram a tão esperada emancipação, que veio através da Lei Estadual de Goiás nº 10.419 de 1º de janeiro de 1988. Nesse mesmo ano, Wanderlei foi eleito vereador por Porto Nacional. Pela primeira vez Taquaruçu passou a ter um de seus filhos genuínos na Casa de Leis para lutar por seus direitos. Em seguida, ocorreram as eleições e Fenelon Barbosa foi eleito o primeiro prefeito de Taquaruçu, tendo como vice o Sr. João Alves de Oliveira, ex-pedreiro conhecido como João de Zelina.

Aquele foi um período de muitos acontecimentos e episódios inusitados! O Estado do Tocantins foi criado sob a liderança do Deputado Federal Siqueira Campos e a nova capital – Palmas – surgiu pela Resolução nº 28, de 29 de dezembro de 1989, retornando Taquaruçu a categoria de distrito e elevando Fenelon Barbosa Sales ao posto de primeiro prefeito de Palmas.

Wanderlei Barbosa foi nomeado subprefeito de Taquaruçu, dando especial atenção aos seus conterrâneos. Que coisa incrível! De repente a realidade mudou drasticamente para aquelas famílias que estavam há anos batendo na porta das autoridades pedindo melhorias! Em pouco tempo, a comunidade de Taquaruçu que se sentia abandonada passou a contar com dois de seus moradores ocupando cargos importantes: o Sr. Fenelon Barbosa como Prefeito e o professor Wanderlei como subprefeito. Dali em diante muita coisa mudou na autoestima e no cotidiano dos taquaruçusenses!

Em 1996, foi eleito para a 3ª Legislatura (1997/2000) da Câmara de Vereadores de Palmas, com 938 votos.

Em 2000, foi reeleito para seu terceiro mandato, fazendo parte da 4ª Legislatura (2001/2004) da Câmara de Vereadores de Palmas, com 1669 votos.

Foi presidente da Câmara Municipal de Palmas no biênio de 2003-2004, em uma das mais acirradas disputas do Parlamento municipal. À época, foi bastante elogiado por ter conseguido tal feito.

Em 2004, foi eleito para seu quarto mandato, fazendo parte da 5ª Legislatura (2005/2008) da Câmara de Vereadores de Palmas. Nessa legislatura, o número de vereadores cai de 15 para 12 eleitos. Obteve o recorde naquele pleito, com 3.198 votos.

Em 2008, foi eleito para seu quinto mandato, compondo a 6ª Legislatura (2009/2012) da Câmara de Vereadores de Palmas, com 2.547 votos.

Em 2010, conquistou seu primeiro mandato na Assembleia Legislativa do Tocantins (ALETO), com 14.573 votos. Foi autor de vários Projetos de Lei (PL) propondo avanços em temas relevantes para a sociedade tocantinense.

Em 2014, foi reeleito como Deputado Estadual, com 13.285 votos.

Em 2018, tornou-se vice-governador do Tocantins, passando a usar sua expertise para promover ajustes nas contas públicas e propor soluções e melhorias para o desenvolvimento. A gestão pública está no DNA de sua família e ele tem dado contribuições relevantes ao lado do agropecuarista Mauro Carlesse na condução de ações e projetos para beneficiar a sociedade tocantinense.

Wanderlei é casado com a professora Blandina Vieira Leite Castro, tem três filhos: Ygor Leonardo Castro Leite “Leo Barbosa” (Gestor Público), Rérison Antônio Castro Leite (Advogado) e Rosa Maria Castro Leite (Empresária); e 4 netos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.